Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2011

Aquilo de que não andamos à procura

“ À s vezes encontramos aquilo de que não andamos à procura... a natureza faz a penicilina, eu só a descobri ( ... ) nunca negligenciem um acontecimento ou aspecto só porque é extraordinário e inesperado . ” Alexander Fleming (1881-1955)

Inferioridade moral

“O facto de o homem distinguir o certo do errado prova a sua superioridade intelectual relativamente às outras criaturas; mas o facto de ele poder agir erradamente prova a sua inferioridade moral em relação a toda a criatura que não o consiga fazer.” Mark Twain [1835-1910]

Deficiências morais & falta de inteligência

“Os males do mundo devem-se tanto a deficiências morais quanto à falta de inteligência. Mas a humanidade não descobriu até agora qualquer método para erradicar as deficiências morais (…) A inteligência, pelo contrário, é facilmente aperfeiçoada através de métodos que todos os educadores competentes conhecem. Logo, até que se descubra um método para ensinar a virtude, o progresso terá de ser alcançado através do aperfeiçoamento da inteligência, e não da moral.” Bertrand Russel, Skeptical Essays , Londres, Allen and Unwin, 1977, p. 127

Força motivadora primária

“O empenho de achar sentido na vida é a força motivadora primária no homem. . . . Não há nada no mundo, arrisco-me a dizer, que ajudaria a pessoa a sobreviver tão eficazmente até mesmo às piores condições, do que o conhecimento de que há sentido na vida.” Viktor Frankl

A Persistência da Memória

"O conteúdo de informação do cérebro humano referido em bits é possivelmente comparável ao número total de conexões entre neurónios -- ou seja, cerca de de 10 14 bits . Se expressos em escrita, digamos, aquela informação encheria alguns 20 milhões de volumes, tantos quantos existem nas maiores bibliotecas do mundo. O equivalente a 20 milhões de livros está dentro das cabeças de cada um de nós. O cérebro é um lugar enorme num espaço mínimo. A maior parte dos «livros» está no córtice cerebral. Na cave encontram-se as funções de que os nossos antecessores fundamentalmente dependiam -- agressividade, cuidados com as crianças, medo, sexo, prontidão para seguir cegamente o chefe. Algumas das funções superiores do cérebro -- ler, escrever, falar -- parecem localizar-se em locais específicos do córtice cerebral. As recordações, por outro lado, encontram-se alojadas redundantemente em muitos locais. Se existisse o que se diz ser a telepatia, uma das suas glórias seria a oportunidade de vi

De rerum natura

"Lucrécio, poeta romano que nasceu há mais de 2.000 anos, escreveu um longo poema, cujo o título, em português, poderia ser Sobre a Natureza das Coisas . Lucrécio acreditava que a matéria fosse constituída por pequeníssimos corpúsculos, mas compreendia que as outras pessoas não acreditassem em virtude de esses corpúsculos serem invisíveis. Então, para convencer os seus leitores de que isso não era razão bastante para acreditarem, mostrou-lhes, do modo que se segue, como decorrem certos processos naturais: «Se pendurares as tuas roupas na margem onde as ondas vêm bater, verás como ficam húmidas; se as estenderes ao sol ficarão secas. Entretanto, ninguém vê como é que a água entrou nelas nem como saiu delas, e isso só foi possível desde que a água se tivesse dividido em partículas que os nossos olhos não distinguem de maneira nenhuma. O anel que trazemos nos dedos vai-se, com o tempo, adelgaçando pelo lado de dentro; as gotas de água que caem repetidas vezes fazem covas nas pedras;

As mesmas alternativas

“Em todos os povos a arte passará pelas mesmas alternativas, obedecerá às mesmas leis: a Arte Pré-Histórica parece conter todas as outras no seu seio.” Auguste Choisy, citado por Nuno Santos Pinheiro, 1992

Tesouro ético

“A influência da Bíblia de maneira alguma se restringe a judeus e cristãos. . . . Ela é agora encarada como um tesouro ético e religioso cujo inexaurível ensino promete ser ainda mais valioso à medida que cresce a esperança de uma civilização mundial.” The Encyclopedia Americana

Livro para o povo

“A existência da Bíblia, como livro para o povo, é o maior benefício que a humanidade já recebeu. Qualquer tentativa para depreciá-la . . . é um crime contra a humanidade.” Immanuel Kant

Uma disciplina hipotético-dedutiva

“A matemática é essencialmente uma disciplina hipotético-dedutiva, que se baseia em pressupostos elementares: os postulados ou axiomas. Com base neles, deduzem-se rigorosamente os diversos resultados. Estes são chamados proposições, lemas, teoremas e corolários. A designação de proposições aplica-se a quaisquer resultados. Lemas são conclusões intermédias, auxiliares na demonstração de teoremas, que serão pois resultados mais importantes. Corolários são resultados que se derivam imediatamente de um teorema. No entanto, nem sempre se segue esta hierarquia. Há lemas importantíssimos que continuam a receber o nome de lemas, apenas por assim serem tradicionalmente chamados. E há teoremas simples e pouco importantes que, em rigor, não mereceriam esse nome.” Nuno Crato, Jornal Expresso, 13/04/2002

Palavras Belas

“As palavras mais belas da língua não são ‘eu amo-te’. São: ‘É benigno’.” Woody Allen, em “ Desconstruindo Harry ”

Estar Casado

"[Estar casado] prolonga a vida, melhora bastante a saúde física e emocional e aumenta a renda." New York Times

Conceito periódico

“Poucas sistematizações na história da ciência rivalizam-se com o conceito periódico como ampla revelação da ordem do mundo físico. . . . Quaisquer elementos novos que venham a ser descobertos no futuro com certeza encontrarão um lugar no sistema periódico, ajustando-se à sua respectiva ordem e revelando as peculiares características familiais.” McGraw-Hill Encyclopedia of Science & Technology

Uma viagem a Conímbriga... 20 séculos atrás

Mais sentido

“O universo tem muito mais sentido do que tinha 50 anos atrás” Wasley Krogdahl

Probabilidades contrárias

“Se o universo for simples acidente, as probabilidades contrárias a que contenha qualquer ordem apreciável são ridiculamente pequenas. . . . Visto ser claro que este não foi o caso, parece difícil fugir da conclusão de que a condição real do universo tenha sido ‘escolhida’ ou seleccionada, de algum modo, dentre o vasto número de condições disponíveis, todas as quais, excepto infinitésima fracção delas, são totalmente desordenadas. E se tal estado inicial infinitamente improvável foi selecionado, certamente tinha de haver um seleccionador ou designer para ‘escolhê-lo’.” Paul Davies, God and the New Physics

Ordeiro

“A revelação dum universo ordeiro atesta a verdade da declaração mais majestosa já feita — ‘No princípio Deus’.” Arthur Holly Compton

A maravilhosa estrutura

“Para mim, basta . . . meditar na maravilhosa estrutura do universo, vagamente perceptível a nós, e tentar compreender humildemente nem que seja uma infinitésima parte da inteligência manifesta na natureza.” Albert Einstein

Estudo cabal

“Creio que quanto mais cabalmente se estuda a ciência, tanto mais nos afasta ela de tudo o que se compare ao ateísmo.” Lorde Kelvin

Nós e a Europa ou as Duas Razões

“A Europa foi durante séculos, através das suas especificidades, das suas religiões (…) da diversidade das suas opções filosóficas e ideológicas uma «arena» histórica e espiritual onde a questão vital do «sentido» da nossa existência se dirimiu, deixando como rasto grandioso a «Odisseia», o «De Rerum Natura», a «Cidade de Deus», a «Divina Comédia», «Hamlet», a «Ética», o «Fausto» ou a «Recherche», monumento incomparável da nossa, na aparência definitiva, perdição ou consubstanciação com o tempo. É mais do que suficiente para conferir uma «identidade» ao sonho de uma Europa política e economicamente unificável mas, mesmo desse passado incomparável, a actual pulsão cultural europeia, nas suas expressões mais significativas, não sabe o que fazer. Já não queima, como há vinte anos os seus anais sagrados no pátio da sua Universidade Mater. Cheia de ciência, em plena revisão da sua mitologia cultural iluminista, consciente da sua riqueza (ou da riqueza dos ricos nela que não são

Cerceados

"Os seres humanos são cercados e cerceados por imagens corporais". Paul Schilder, 1999

Imagem satisfatória

"O indivíduo esforça-se por conseguir um conceito ou imagem satisfatória de si mesmo. Mas salienta que devemos levar em conta o fato de que este sujeito é membro de numerosos grupos sociais e que essa pertença contribui, positiva ou negativamente, para a imagem que tem de si próprio" Tajfel, 1982

Movimento perpétuo

"O indivíduo conhece o mundo através de sua entidade corporal (...) O homem seguirá vivendo toda sua existência desde e através do seu corpo (...) O homem tem um corpo, o qual está capacitado para mover-se. Graças ao movimento o homem aprende a estar no espaço (...)." Pérez-Samaniego e Gómez, 2001

Uma senhora sentada na maca

"Estava examinando uma senhora sentada na maca, eu auscultava seus batimentos cardíacos, seus pulmões, observando o murmúrio vesicular, sua natureza, intensidade e ruídos patológicos (roncos, sibilos etc.). De repente, comecei a prestar atenção na minha postura, e pude perceber que estava com a coluna cervical fletida, a região torácica cifótica (flexão anterior), a cabeça inclinada para a esquerda. A mão que segurava o estetoscópio no precórdio da paciente imprimia uma força e estava tensionada, o ombro esquerdo estava elevado e tenso e os ombros fechados. O peso do corpo estava mais sustentado na lateral direita, fazendo uma oposição. A região plantar que recebia o peso era a metade posterior dos pés, região dos calcâneos; era como se tivesse somente os calcanhares, não sentia os dedos e os metatarsos." M. COSTA, Dançando com o corpo sem órgãos. In: CALAZANS, J.; CASTILHO, J.; GOMES, S. (Coord.). Dança e educação em movimento. São Paulo: Cortez, 2003. p. 58-69 .

Apanhar

“Que possa a morte me apanhar pensando, escrevendo, lendo.” Epicteto

Novas formas de vida

"As novas formas de vida expuseram os casais a maiores factores de risco. Hoje, como é sabido, pais e filhos saem de manhã cedo de casa, cada um para a sua vida, e só regressam ao fim do dia, pouco disponíveis uns para os outros. A nova vivência familiar trouxe, é certo, ganhos importantes, permitindo o acesso a melhores condições materiais de vida e alargando as possibilidades de realização pessoal e de conquista de espaços de liberdade. Mas, forçosamente é também reconhecê-lo, aumentou a vulnerabilidade das famílias e o risco de desencanto com as relações conjugais." Eliana Gérsão, Transformação social, divórcio e responsabilidades parentais . in estudos em Homenagem a Rui Epifânio, coord. Armando Leandro, Álvaro Laborinho Lúcio, Paulo Guerra. Coimbra: Almedina, 2010. p. 229