Avançar para o conteúdo principal

He studies it because he delights in it

«The scientist does not study nature because it is useful; he studied it because he delights in it, and he delights in it because it is beautiful. If nature were not beautiful, it would not be worth knowing, and if nature were not worth knowing, life would not be worth living. »

Henri Poincaré


(The original version: Le savant n’étudie pas la nature parce que cela est utile; il l’étudie parce qu’il y prend plaisir et il y prend plaisir parce qu’elle est belle. Si la nature n’était pas belle, elle ne vaudrait pas la peine d’être connue, la vie ne vaudrait pas la peine d’être vécue.)

Mensagens populares deste blogue

Factores de Risco

“A transição económica, a urbanização, a industrialização e a globalização causam mudanças no estilo de vida que favorecem o surgimento de doenças cardíacas .../.... A falta de exercícios e uma dieta inadequada [estão] entre os principais factores de risco." Associação Americana do Coração in Estatísticas Internacionais de Doenças Cardiovasculares

Um grão de areia

"Para ter a ideia da pequenez do átomo comparado com um objecto macroscópico, imaginemos que podemos ver os átomos numa mesa de cozinha, e que cada átomo é do tamanho de um grão de areia. Nesta escala de ampliação, a mesa terá então 3500 quilómetros de comprimento." Robert Jastrow, Red Giants and White Dwarfs (em Port. A arquitectura do Universo, Edições 70)

Panteão da Ciência

“O facto é que quase todos os que estão firmemente estabelecidos no panteão da ciência — Newton, Descartes, Leibniz, Pascal ou Huggins, Lister, Faraday, Laplace ou Davy — estavam enfronhados em esforços frenéticos de obter prioridade [i.e. ser o primeiro com certa descoberta] e fazê-la registar publicamente. . . . Às vezes . . . o desejo de reconhecimento é intensificado até ficar fora de controle. Torna-se desejo veemente de receber aclamação.” Robert K. Merton, American Scientist , 1969, número da primavera.